O comandante da Guarda Civil Municipal, Mariano de Carvalho, eles receberam uma denúncia anônima e enviaram uma equipe, acompanhada de representantes do Conselho Tutelar

Uma mulher foi detida em Sorocaba, nesta terça-feira (13), depois de manter a filha de 17 anos acorrentada por cerca de um mês. Ela alegou que a adolescente é usuária de crack e cocaína desde os 12 anos e ela não sabia mais o que fazer. As informações são do G1. 

O comandante da Guarda Civil Municipal, Mariano de Carvalho, eles receberam uma denúncia anônima e enviaram uma equipe, acompanhada de representantes do Conselho Tutelar. 

A adolescente estava acorrentada a um guarda-roupa pelo tornozelo. 

"A jovem foi encontrada com sinais de desnutrição, mas não podemos atribuir isso a mãe. Não podemos dizer que a mãe não estava alimentando a filha, porque, diante do quadro de dependência química, sabemos que a pessoa normalmente se recusa a comer", disse o comandante

A mãe foi acusada de maus-tratos, mas como o crime não cabe prisão em flagrante, ela responderá ao processo em liberdade. A jovem está agora sob os cuidados da Prefeitura de Sorocaba.