Tribuna do Norte – O Governo Federal sugeriu a privatização da Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern) e a federalização da Universidade Estadual do RN (Uern) ao governador Robinson Faria, para redução de despesas do Estado. De acordo com o Controlador-Geral do Estado, Alexandre Azevedo, as sugestões foram apresentadas na reunião da equipe do Tesouro Nacional com representantes estaduais, na última quinta-feira (25). O Estado ainda aguarda a finalização do relatório da equipe federal, o qual oficializa a sugestão, para se posicionar sobre o assunto.

A venda de ativos é parte das exigências do Governo Federal para incluir estados em crise no Regime de Recuperação Fiscal (RRF). Até a reunião, o governador Robinson Faria cogitou somente a venda da Potigás, mas foi informado pela equipe do Tesouro que a Caern é a estatal mais atrativa para empresas. “O governo não tinha colocado isso em questão, mas ouviu a sugestão e os secretários estudam o assunto. É preciso aguardar o relatório final do Tesouro Nacional para oficializar a venda como uma exigência para o RN entrar na RRF”, afirmou o Controlador-Geral.